A Mais Pura Verdade - Dan Gemeinhart

Recebi a prévia já faz um tempo e depois veio o livro inteiro e eu não poderia ficar mais grata pela Editora Novo Conceito ter me enviado um livro tão apaixonante.

Aqui você pode ver o que eu achei dos primeiros cinco capítulos da história e explico mais detalhadamente sobre o que é a trama, aqui será mais eu morrendo de amores por essa história.


O Mark é um garoto doente mas mesmo assim ele quer viver a vida dele, quer fazer a aventura com a qual ele sonha desde pequeno, então como ele não pode deixar de ser doente ele foge de casa já que é possível que ele nunca consiga viajar. Calma que não é spoiler HUAUSH Então ele pega seus remédios, uma câmera e claro, seu fiel e melhor amigo Beau, um cãozinho maravilhoso <3 E ele adora haicais então durante a viagem ele sempre está escrevendo.

“Mesmo a muitos quilômetros de distância
um amigo ainda pode segurar sua mão
e estar ao seu lado.”
Então ele vai com toda sua fé e sua coragem viajar mais de 400 quilômetros para escalar a montanha Monte Rainier, e deixa para trás sua melhor amiga e seus pais. O que eu mais gostei no livro foi que um capítulo é narrado pelo Mark e capítulo seguinte narra brevemente o que está acontecendo com as pessoas que ele deixou. 

O livro mostra como as amizades são importantes, os relacionamentos seja com sua família, seus amigos ou até seu bichinho de estimação, são eles que nos dão força para encarar cada dia com alegria. É uma história emocionante, quem nunca quis fugir e ir ter a aventura da sua vida? Aqui o Mark sabe que deixar seus familiares preocupados é errado, mas ele sabe que pode nunca mais ter a chance de ir nessa aventura, essa é a mais pura verdade.


“A montanha estava me chamando. Eu tinha que fugir."

Não só o personagem principal me encantou mas também os outros que aparecem na história e de uma forma ou de outra acabam ajudando ele. A temática em si pode parecer clichê mas é uma delicia de ler e se identificar porquê quem nunca quis sair de casa e ir viver uma grande aventura? Todo mundo, essa é a mais pura verdade <3 E também  não tem como não querer dar um abraço gigantesco no Mark e no seu cachorrinho <3



“De vez em quando, mesmo as respostas certas parecem erradas, se você não gosta da pergunta. Essa é a mais pura verdade.”
Beijoos,
Mandy

My Mad Fat Diary

É uma série britânica que acompanha a vida de Rae Earl, que está acima do peso e não consegue se aceitar da forma que é. A série começa quando Rae saí de um hospital psiquiátrico onde passou as "férias" e precisa voltar a escola, fazer amigos e passar por todos esses momentos adolescentes.

A história se passa na década de 90, o que é muito legal já que todos os costumes da época estão presentes, principalmente as músicas, que são maravilhosas. E Tem uns efeitos muito divertidos como se fossem desenhos de um diário mesmo.



É legal ver o grupo de amigos da Rae porque apesar de todos serem animados, sempre saindo, todos têm problemas, principalmente a Rae, o que torna tudo muito mais humano. Não tem como não se emocionar com os dramas em que a série se baseia, da para entender melhor os personagens e torcer para eles melhorarem.




A Rae é muito cativante, ela é engraçada, ama Oasis, vive nas lojas de discos, ela tem esse lado divertido e jovem onde ela tem amigos e as coisas são boas mas ela também tem um lado escuro onde ela sofre preconceito nas ruas, na escola e principalmente ela sofre preconceito dela mesma, por não conseguir viver da forma que é. Isso é o que a torna muito forte por tudo que ela passa e por sempre tentar melhorar mesmo com alguns deslizes que acontecem. Mas o melhor de tudo, ela é adolescente, portanto é cheia de hormônios, o que deixa a série leve e divertida apesar dos dramas. E também tem bastante romance.



A série que foi inspirada no livro homônimo escrito por Rae Earl, isso mesmo o mesmo nome da protagonista, por isso que é realmente o diário dela. Possui poucos episódios e apenas duas temporadas mas a terceira já foi conformada para esse ano, ainda da tempo de assistir e começar a acompanhar.


Beijoos,
Mandy 

Resenha - A Intuitiva

Finalmente li um romance histórico e vim contar para vocês o que eu achei. A Intuitiva da Hannah Howell é o terceiro livro  da série Wherlocke que é sobre os membros dessa família que possuem um dom, um poder especial. Os livros podem ser lidos sepradamente.

Alethea Vaughn possui o dom da visão e desde os 5 anos ela sempre tem visões desse homem que ela não conhece, até que 15 anos depois ela tem uma visão do futuro dele, onde ele é sequestrado, torturado e morto. Ela é uma moça viúva que foi abandonada pela mãe quando criança por causa das visões, e ela praticamente cresceu acompanhando ele e não pode deixá-lo morrer.

Ela viaja para Londres, para casa do seu primo Iago, que consegue ver almas e quando uma pessoa está próxima da morte. Ele reluta em apresentá-la ao Marquês Hartley Greville porque ele é um conquistador barato, mesmo assim Alethea insiste em encontrá-lo.

"Fugindo às regras da boa educação, para um homem da sua posição, os lábios se demoraram um pouco. Ela pôde sentir o calor da boca sensual através do tecido da luva." pág. 18

O que ninguém sabe é que Hartley trabalha para o governo e só se aproxima das mulheres para conseguir informações importante para seu país, então são apenas boatos e mentiras. Ele está se envolvendo com Claudete e Iago com a irmã dela, Margarite, o que nenhum deles sabe é que nesse jogo de mentiras e enganações as irmãs são mestras. 

A única coisa que me irritou foi o fato do Hartley confiar muito na ciência, no Iluminismo, em tudo que ele podia provar cientificamente e não em misticismos. Por isso quando ele conhece Alethea ele resiste em acreditar em visões e em que pode estar correndo perigo. Apesar de ele a achar linda e se envolver com muitas mulheres, ele nunca acreditou no amor e muito menos em destino. Isso é o que o torna um cabeça dura a maior parte do livro.

"Havia uma boa possibilidade de ter passado tantos anos ligada a ele, conectada a um homem que nunca tinha visto pessoalmente, porque ele era aquele ao qual ela estava predestinada" pág. 38

A história é muito boa, tem bastante mistérios, conhecemos a família Vaughn/Wherlocke e todos eles se empenham em descobrir o mal que corre na sociedade e pode atingir Hartley. O que eu mais gostei é que por se passar no século 18 todos os flertes são diferentes dos de atualmente. O que tornou tudo mais sensual e mágico. Foi uma leitura rápida e muito boa. 


Beijoos,
Mandy
© Nome do seu Blog - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Renata Massa | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo